18 de fevereiro de 2019

FAERN APRESENTA À MINISTRA DA AGRICULTURA DEMANDAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO RN

O presidente da Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (FAERN), José Álvares Vieira, acompanhou as visitas da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, às cidades de Mossoró e Pendências, respectivamente, que se encerraram neste sábado, 16. Zé Vieira aproveitou o ensejo para entregá-la um ofício contendo as principais demandas do setor agropecuário do RN.









Entre as demandas apresentadas pela Federação da Agricultura (FAERN) está uma ação do MAPA, através da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX), em busca da definitiva abertura do mercado chinês para as frutas do RN. Segundo o documento apresentado, o Brasil já tem protocolos de entendimentos com o governo chinês sobre esta matéria, mas resta finalizar as tratativas de vigilância sanitária e acelerar compensações comerciais para que este mercado se torne realidade. A expectativa é que o volume exportado dobre a partir da inserção no comércio chinês.






Outra reivindicação da FAERN ao MAPA é a manutenção da Instrução Normativa Nº 2, de 27 de setembro de 2018, que dispõe sobre a análise de risco de importação de organismos aquáticos e seus derivados. A importância da manutenção desta normativa pela Secretaria Especial de Aquicultura e da Pesca no âmbito do MAPA se dá, conforme consta no ofício, considerando o alto índice de aparecimento de novas enfermidades em crustáceos, peixes e moluscos no mundo e que no território nacional ainda não existem relatos dessas enfermidades.






O presidente do Sistema Faern/Senar, Zé Vieira, também defendeu a criação de mecanismos de proteção que deem suporte aos produtores do semiárido nordestino, principalmente em períodos de seca. Ele frisou ainda a importância de uma possível entrada da fruticultura do RN no mercado chinês.





“O semiárido é viável, se tiver a política certa. Precisamos intensificar uma política de irrigação com novos projetos. Infelizmente o RN, em valor bruto de produção, está em último no Nordeste e em 24º no Brasil. Então nós precisamos resgatar essa política de recuperação do setor agropecuário do Rio Grande do Norte”, defendeu Zé Vieira, diante da ministra Tereza Cristina.


Fonte: Agora RN.

0 comentários:

Postar um comentário