28 de fevereiro de 2019

27 CAMINHONEIROS VOLTAM AO BRASIL APÓS NEGOCIAÇÃO COM A VENEZUELA


Um grupo de 27 caminhoneiros brasileiros retornaram ao Brasil nesta quarta-feira (27) após negociação com o governador de Bolívar, estado na Venezuela. Eles estavam retidos em uma área próxima à fronteira, fechada desde a quinta (21) por Nicolás Maduro. 








Os caminhoneiros cruzaram a fronteira em Pacaraima às 13h50 (14h50 de Brasília). Eles viajaram para entregar mercadorias na Venezuela e quando retornavam do país, já sem carga, ocorreu o bloqueio entre os dois países, e o grupo acabou retido.





“Esses caminhões estão realizando os trâmites administrativos na aduana [posto de fiscalização venezuelana] e conforme o governador do estado de Bolívar até às 16h outros caminhões serão liberados, totalizando 27”, afirmou o coronel do Exército brasileiro Georges Feres Kanaan, que acompanha o caso. 




O caminhoneiro Luiz Carlos disse, ao entrar no Brasil no comboio, que passou cinco dias retido do outro lado da fronteira. “Foram dias difíceis, não tinha água pra tomar banho nem nada, mas correu tudo bem”, resumiu. 




Depois que passaram para o lado brasileiro, os caminhões foram para o pátio da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz). 




Nos dias em que ficaram na Venezuela, os caminhoneiros se alimentaram com ajuda de atravessadores - pessoas que conseguem transitar pelos dois países por rotas clandestinas. 





A Venezuela fechou a fronteira com o Brasil na quinta-feira (21) para impedir a entrada de ajuda humanitária no país. Desde então, só estavam passando ambulâncias. Pessoas a pé e veículos estavam proibidas de passar. No entanto, há dois dias, turistas brasileiros e pessoas operadas na Venezuela começaram a voltar para o Brasil depois de negociações.

0 comentários:

Postar um comentário