18 de janeiro de 2019

SOBE PARA 21 O Nº DE MORTOS APÓS EXPLOSÃO DE CARRO-BOMBA EM BOGOTÁ


Subiu para 21 o número de mortos no atentado com um carro-bomba em uma escola da polícia em Bogotá, capital da Colômbia, segundo a polícia. Entre os mortos está o autor do ataque, José Aldemar Rojas Rodríguez, que não tinha antecedentes criminais. As autoridades ainda investigam os motivos do atentado. 








"Infelizmente, o saldo preliminar é de 21 pessoas mortas, incluindo ao responsável do ataque, e de 68 feridos, que foram levados para diferentes hospitais com o apoio das equipes de socorro e emergência do Distrito de Bogotá", afirma o comunicado da polícia. Dez dos feridos seguem em observação. 





O jornal "El Tiempo" diz que as primeiras versões sobre o caso indicam que Rojas, de 56 anos, chegou dirigindo um veículo utilitário até a entrada da Academia de Polícia General Santander. Na entrada, um cão farejador detectou o perigo e, quando os agentes tentaram impedir o carro, ele acelerou e atropelou um dos vigias.





Em seguida, avançou em alta velocidade por pouco mais de 200 metros e explodiu quando passou perto do alojamento das mulheres na escola. Pouco antes de o carro explodir, ocorria no local uma cerimônia de promoção de cadetes. Imagens postadas nas redes sociais mostram restos de um carro incendiado.

0 comentários:

Postar um comentário