22 de janeiro de 2019

PAIS DESCOBREM NA DELEGACIA ABUSO SEXUAL DAS DUAS FILHAS POR MOTORISTA DE VAN, NA PB

Os pais de duas meninas descobriram na delegacia que as filhas sofriam abusos sexuais por parte do motorista de van de transporte escolar que as levava até o colégio, em João Pessoa. Na época do crime, elas eram apenas uma criança e uma adolescente. A mais velha, hoje com 18 anos, ia e voltava da escola com o mesmo motorista por 15 anos. A mais nova, com 11 anos atualmente, conviveu com Paulo Renato Svendsen Maciel por cinco anos. Ele está preso e foi condenado a 52 anos e seis meses de prisão. 





Apesar dos anos de abuso, eles só souberam do caso ao comparecer à Delegacia de Crimes contra a Infância e Adolescência de João Pessoa, para buscar informações sobre violência contra outra vítima. Eles contaram que a esposa do motorista disse que o marido estava sendo acusado de praticar violência contra outra criança e, por isso, pediu para que o casal assinasse um documento dizendo que conhecia esse motorista e que ele era uma boa pessoa. 





Para entender melhor a história, os pais foram até a delegacia. Quando chegaram no local, descobriram que a acusação era de violência sexual e que a filha deles era uma das vítimas, após elas contarem o que havia acontecido. 





Eles dizem que o homem, que já foi vizinho da família, foi motorista de transporte escolar por mais de vinte anos. “A gente conhecia ele há muitos anos, nossa filha mais velha começou a andar com ele quando era muito pequenininha, ainda na pré-escola”, disse a mãe das vítimas.





A denúncia do Ministério Público foi entregue à Justiça em julho de 2017. No mês passado, Paulo Renato foi condenado a 52 anos e seis meses de prisão. O mandado de prisão já foi cumprido e ele está preso.

0 comentários:

Postar um comentário