4 de outubro de 2017

JUSTIÇA CONDENA PUBLICITÁRIO A MAIS 35 ANOS DE PRISÃO E ESPOSA A MAIS DE 23 POR MATAR E ESQUARTEJAR ZELADOR EM SP

Após três dias de julgamento, a Justiça de São Paulo condenou nesta quarta-feira (4) o casal Eduardo Tadeu Martins e Ieda Martins pelo assassinato do zelador Jezi Souza em 2014. Após a maioria dos jurados votar pela condenação do publicitário e da advogada, a juíza Flávia Castellar Olivério leu a sentença e aplicou a pena de 35 anos e quatro meses de prisão, sendo ao menos 32 anos em regime fechado para o réu Eduardo, e 23 anos e quatro meses de reclusão para a mulher dele.
 
 
 
 
 
 
 
 
Eduardo foi incriminado por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e sem chance de defesa, ocultação de cadáver, porte de arma de uso permitido e restrito. Ieda foi condenada por homicídio culposo, ocultação de cadáver e fraude processual.
 
 
 
 
 
Como já respondiam presos pelos crimes, Martins e Ieda permanecerão detidos. Ele em Tremembé, interior paulista, e ela no Rio (leia mais abaixo). As defesas dos condenados podem recorrer da decisão às instâncias superiores do judiciário.
 
 
 
 
 
O júri popular começou na segunda-feira (20) no Fórum da Barra Funda, Zona Oeste da capital de São Paulo. Seis homens e uma mulher votaram e a maior parte considerou que Martins e Ieda mataram, esquartejaram e queimaram o corpo de Souza em uma churrasqueira, há três anos, entre os dias 30 de maio, no apartamento do casal, na Zona Norte, e 2 de junho, na casa de um parente em Praia Grande.

0 comentários:

Postar um comentário