9 de agosto de 2017

CERCA DE 1,1 MIL CABEÇAS DE GADO MORREM POR SUSPEITA DE BOTULISMO EM FAZENDA DE MS

A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro) está investigando a morte de 1,1 mil cabeças de gado no confinamento da Marca 7 Pecuária, na fazenda Monica Cristina, no município de Ribas do Rio Pardo, a cerca de 40 quilômetros de Campo Grande. Como os animais estavam praticamente prontos para o abate, a estimativa é que a mortandade tenha causado um prejuízo de aproximadamente R$ 2 milhões ao criador Persio Ailton Tosi.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta, disse que as mortes começaram a ocorrer na quarta-feira passada (2) e que na sexta-feira (4) o proprietário comunicou ao órgão, que enviou uma equipe até o local. A suspeita, conforme ele, é de intoxicação por toxina botulínica, que teria ocorrido quando os animais ingeriram silagem úmida de milho, que estava embolorada.
 
 
Fonte: G1/MS.

0 comentários:

Postar um comentário