6 de julho de 2017

A PEDIDO DO GOVERNO, BNDES EXCLUI CAERN DE PROGRAMA DE PRIVATIZAÇÃO

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social excluiu, à pedido do Governo do Estado, a Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Isso significa o cancelamento da contratação do consórcio Acqua – grupo que venceu a licitação realizada em abril passado e que seria contratado por R$ 6,3 milhões para elaborar um estudo sobre viabilidade de PPI e dos possíveis modelos de Parceria Público-Privada (PPP).
 
 
 
 

Além da Caern, o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), instituído pela União também abriu licitações semelhantes para companhias de águas e esgotos de Alagoas, Amapá, Maranhão, Pará, Pernambuco, Sergipe e Rondônia.
 
 


O consórcio Acqua é formado por três empresas e venceu 18 concorrentes. O valor habilitado, R$ 6,3 milhões, foi 70% menor da estimativa inicial de R$ 21,2 milhões.
 
 


O governador Robinson Faria já havia declarado que o governo não tem interesse em privatizar a Caern e que quando pediu a inclusão da Caern e da Potigás no PPI, o objetivo era “o aprimoramento das atividades prestadas por essas companhias”.

0 comentários:

Postar um comentário