5 de dezembro de 2016

MÃE DA PREFEITA DE JANDUÍS PEDE DESCULPAS PELAS AGRESSÕES QUE FEZ CONTRA O MÉDICO DR. SALOMÃO GURGEL

A mãe da prefeita de Janduís/RN, Lígia Félix, "Maria de Nabor", publicou Nota de Retratação, em favor do médico, Salomão Gurgel Pinheiro,  que agredido verbalmente em episódio que aconteceu em junho de 2013.
 
 
 
 
 

 
Na ocasião, Salomão Gurgel foi chamado por familiares de um paciente em estado grave que se encontrava internado no Hospital Maternidade Maria Cristina Maia, que estava sem médicos plantonistas. "O paciente havia sofrido um edema pulmonar com início de parada respiratória,” sendo portanto "necessário um atendimento de urgência”, segundo Salomão.
 
 

 
Enquanto tentava salvar a vida do paciente, Salomão foi agredido verbalmente pela mãe da prefeita Lígia Félix, conhecida por Maria de Nabor. Acompanhada por policiais, aos gritos, a mulher ordenava que o médico se retirasse do hospital.
 
 
 
 
Mesmo com toda pressão, Salomão concluiu o atendimento, mas ao sair do hospital foi cercado por policiais fortemente armados que o revistaram. “Nunca passei por tal constrangimento numa cidade em que eu fui prefeito”, disse.
 
 
 
 
O caso foi parar na justiça. A mãe da prefeita emitiu Nota de Retratação na imprensa, pedindo desculpas a Salomão Gurgel e aos familiares do paciente, que faleceu. 
 
 
 
Nota de Retratação
“Eu, Maria das Graças de Souza, mais conhecida por Maria de Nabor, enho, de público, através do presente instrumento, fazer a devida retratação e pedir desculpas ao Dr. Salomão Gurgel Pinheiro pelas ofensas proferidas por mim, no dia 23 de junho de 2013, por volta das 18:30. Na ocasião em que o mesmo procedia com atendimento de urgência a paciente no Hospital Maria Cristina Maia, na cidade de Janduís.
Diante do que foi acordado em juízo, comprometi-me a fazer este pedido público de desculpas pelas ofensas perpetradas por mim, o que causou constrangimento para o mesmo, bem como os familiares do falecido”.
Janduís, 01 de dezembro de 2016.

Maria das Graças de Souza
 

0 comentários:

Postar um comentário