27 de julho de 2023

“É MÁ-FÉ DE LULA DIZER QUE ARMAS SÃO PARA BANDIDOS”, DIZ MARINHO

O senador Rogério Marinho (PL-RN) condenou, nesta quarta-feira (26), a iniciativa do presidente Lula (PT) de criminalizar a política executada pelo seu antecessor Jair Bolsonaro (PL) de facilitação ao acesso às armas de fogo no Brasil. O parlamentar que foi ministro do Desenvolvimento Regional de Bolsonaro publicou em suas redes sociais que o petista agride pessoas de bem, por concluir que a liberação de armas no governo anterior teria objetivo de “agradar o crime organizado e quem tem dinheiro”. 

 

Marinho disse que estaria evitando comentar diretamente as publicações de Lula, por considerar serem, geralmente, “platitudes e sandices típicas de liderança sindical dos anos 80”. Mas reagiu dizendo que a idade de Lula, 77 anos, e o que conclui ser um “evidente desequilíbrio” não podem ser biombos para esconder o preconceito e má-fé do presidente. 

 

“Quem preside o Brasil não pode e não deve agredir pessoas de bem, generalizando acusações que caberiam mais para os bandidos que usam armas sem cadastro, sem condicionantes e a margem da lei. Melhore Lula”, criticou Marinho. 

 

A fala do senador é uma reação à seguinte publicação de Lula, publicada ontem (25), nas redes sociais: “A liberação de armas, pelo governo anterior, era para agradar o crime organizado e quem tem dinheiro. Porque o pobre, trabalhador, não conseguia nem comprar comida, quem dirá fuzil. O povo não quer violência, quer comida na mesa. Quer a democracia e não o golpe”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

APÓS QUASE 6 ANOS DE GOVERNO DO PT, IBGE MOSTRA QUE TAXA DE ANALFABETISMO NO RN É QUASE O DOBRO DA MÉDIA NO BRASIL

A taxa de analfabetismo no Rio Grande do Norte foi de 13,8%, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de...