12 de outubro de 2022

STJ AFASTA GOVERNADOR DE ALAGOAS QUE O PRÓPRIO PAI ACUSOU DE CORRUPÇÃO

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (11) a Operação Edema, que teve como alvo o governador-tampão de Alagoas e candidato à reeleição, Paulo Dantas (MDB), em uma investigação sobre um suposto esquema criminoso de “rachadinha” na Assembleia Legislativa (ALE).

 

A ação da PF com o Ministério Público Federal (MPF) foi ordenada pela ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que determinou o afastamento de Paulo Dantas do cargo de governador de Alagoas, por 180 dias.

 

Afilhado político dos líderes estaduais do MDB, o senador Renan Calheiros e o ex-governador Renan Filho, Dantas foi acusado pelo próprio pai de comandar um esquema de corrupção. E disputa o 2º turno contra o senador Rodrigo Cunha (União Brasil).

 

Entre os alvos dos 31 mandados de busca e apreensão está a casa do governador Paulo Dantas, no Condomínio Laguna, em Marechal Deodoro (AL).

 

Foram alvos de mandados de busca e apreensão a Assembleia Legislativa de Alagoas; o Palácio República dos Palmares, sede do Governo de Alagoas; e ainda um hotel em São Paulo, onde Paulo Dantas está hospedado. Com o governador, foram apreendidos R$ 14 mil em dinheiro. 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATO PRÓ-BOLSONARO É DESTAQUE NA IMPRENSA INTERNACIONAL

A manifestação convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ocorrida na Avenida Paulista (SP), neste domingo (25), teve repercussão n...