9 de abril de 2022

ASSASSINOS DE EX-PREFEITO DE CIDADE PARAIBANA SÃO CONDENADOS A 20 E 24 ANOS DE PRISÃO

Os acusados de planejar e assassinar o ex-prefeito de Bayeux, o médico Expedito Pereira, foram condenados e 20 e 24 anos de prisão, respectivamente. O julgamento aconteceu no 1º Tribunal do Júri da Comarca de João Pessoa.

 

José Ricardo Alves, sobrinho de Expedito Pereira, foi condenado a 20 anos de prisão em regime inicial fechado. Já Leon Nascimento dos Santos foi condenado a 24 anos de prisão, em regime fechado. Os dois foram condenados pelo crime de homicídio qualificado.

 

A Polícia Civil concluiu que o sobrinho da vítima arquitetou o crime por interesse financeiro.

 

Durante o julgamento, Cristina Mota, viúva do ex-prefeito de Bayeux, chegou a comentar sobre a relação de Expedito Pereira com José Ricardo Alves. Ela afirmou que o acusado era tratado pela vítima como um filho.

 

Ela também comentou, durante o depoimento, que conhecia Leon e que, inclusive, Expedito Pereira teria ajudado a pagar o translado do corpo da mãe dele, de Fortaleza para Bayeux.

0 comentários:

Postar um comentário