5 de agosto de 2020

POR FALTA DE PROFISSIONAIS, HOSPITAL REGIONAL NO INTERIOR DO RN FECHA 30% DA UTI PARA COVID-19

A falta de técnicos de enfermagem fez com que 30% dos leitos de UTI para Covid-19 fossem bloqueados no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró. O problema vem acontecendo desde o dia 31 de julho, quando foram encerrados os contratos de 10 técnicos de enfermagem que prestavam serviço à unidade hospitalar. Com isso, as escalas ficaram desfalcadas.



Os leitos de UTI foram abertos em caráter emergencial através de um contrato do Governo do Estado com a Associação de Assistência e Proteção a Maternidade e a Infância de Mossoró (Apamim) para a convocação de enfermeiros e técnicos de enfermagem.



"No final de junho esse contrato foi restrito a 50%, porque começaram a chegar pessoas convocadas através de um processo seletivo feito pelo Estado. Agora, dia 31 de julho, os outros 50% de técnicos também encerraram os contratos. E alguns servidores contratados pelo processo seletivo também desistiram", explica a diretora do HRTM, Herbênia Ferreira.



Os leitos bloqueados, embora estejam equipados, não podem receber pacientes. Até as 19h desta terça-feira (4), segundo o portal Regula RN, o hospital continua com seis leitos nessa situação - número que corresponde a 30%. A taxa de ocupação chega a 85,7%, com 12 leitos ocupados, seis bloqueados e dois disponíveis. A unidade conta com 20 leitos de UTI específicos para o tratamento de pacientes com a Covid-19.


Foto: Ilustração.

0 comentários:

Postar um comentário