18 de agosto de 2020

CURTA METRAGEM PRODUZIDO POR ESCOLA ESTADUAL DE JARDIM DO SERIDÓ CONQUISTA PREMIAÇÃO EM SEIS CATEGORIAS

Uma produção feita com muito esmero e fidedignidade às raízes históricas do Cangaço. Mais do que um estilo de vida, o curta-metragem “Sicários” retrata, de forma implacável, regado à muita criatividade dos jovens estudantes da Escola Estadual Antônio Azevedo (EEAA), de Jardim do Seridó, as marcas deixadas pelo povo corajoso que carregava a brava colocação social de quem não temia a nada, mas lutava por tudo.

 

 

 

 

A produção, que, despretensiosamente, conquistou prêmios em seis categorias no 3º Festival Curta Caicó, surgiu a partir de programas pedagógicos desenvolvidos na escola: “A hora e a vez da leitura” e o “Arquiteto do planeta”, propostos para fomentar a produção literária e cultural dos estudantes. Durante o programa, um dos grupos ficou com a temática do Cangaço e, após seis meses de pesquisa e produção, um resultado, como diz o roteiro, espetacular: uma peça teatral que, segundo ex-diretor do colégio Mário Fernandes, ganhou o público local e teve que ser apresentada 14 vezes.

 

 

 

A cerimônia de premiação trouxe muita emoção. Na ocasião, Sicários recebeu seis prêmios, sendo: “Prêmio da Crítica”, concedido pela Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Norte, além do prêmio de “Melhor Ator”, “Melhor Som”, “Melhor Fotografia”, e “Melhor Direção de Arte”. Além de tudo isso, dentro da categoria “Júri Popular” conquistou o 2° lugar.

 

 

Fonte: Gabriel Santos.

0 comentários:

Postar um comentário