3 de dezembro de 2019

PREFEITO, PAI, MÃE E ESPOSA SÃO PRESOS POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA EM CIDADE NORDESTINA

O prefeito da cidade de Bertolínia, Luciano Fonseca (PT), foi preso preventivamente nesta terça-feira (3), por suspeita de improbidade administrativa, na Operação Bacuri, do Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual. Além dele, foram presos o pai, a mãe e a mulher do prefeito. O MP disse que foi determinada ainda pela Justiça a imediata suspensão do exercício da função pública do prefeito. 





O Ministério Público informou que foram cumpridos, ao todo, nove mandados de prisão, sendo a prisão preventiva do prefeito e dos oito presos temporários, que são: Ringlasia Lino Pereira dos Santos (mulher de Luciano); Eliane Maria Alves da Fonseca (mãe de Luciano); Aluízio José de Sousa (pai de Luciano); Max Weslen Veloso de Morais Pires; Ronaldo Almeida da Fonseca; Rodrigo de Sousa Pereira; Kairon Tácio Rodrigues Veloso e Richel Sousa e Siva. 




De acordo com a polícia civil, a investigação teve início após relatório do Tribunal de Contas do Estado, que teria detectado irregularidades na cidade. Um dos casos ainda à espera de julgamento é o de uma ambulância da cidade foi achada em uma fazenda e, segundo o Ministério Público, teria sido usada como pagamento de uma dívida pessoal do prefeito. À época, Luciano disse que o veículo havia sido leiloado por ser considerado "bem inservível". 




A Justiça decretou ainda o sequestro e indisponibilidade dos bens móveis e imóveis dos investigados no valor correspondente à comprovação do desvio aos cofres públicos do município de Bertolínia, no valor de R$ 3,2 milhões. 



Fonte: G1/PI.

0 comentários:

Postar um comentário