23 de novembro de 2018

LULA, DILMA E PALOCCI VIRAM RÉUS POR SUSPEITRA DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, recebeu denúncia e abriu ação penal por suposta organização criminosa envolvendo integrantes da cúpula do PT. Passam a ser réus na ação os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega, além do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. 





O caso é conhecido como "quadrilhão do PT", porque se originou de um inquérito no qual integrantes de diversos partidos eram investigados por organização criminosa, mas depois foi dividido por partidos





Procurado, o advogado Alberto Toron, que representa Dilma, disse que não vai comentar o caso. "Ela não foi citada. Não conheço os termos da denúncia ou mesmo da decisão do magistrado", declarou.
O advogado Fábio Tofic, que integra a defesa de Guido Mantega, disse que também não vai comentar. "Não fomos comunicados da decisão, vamos aguardar para dar qualquer manifestação", afirmou o advogado. 






O advogado Tracy Joseph Reinaldet afirmou que Palocci vai colaborar com a Justiça durante o processo. 





Em nota, o advogado de Vaccari, Luiz Flávio Borges D’Urso, afirmou que ele jamais integrou organização criminosa e que irá demonstrar isso durante o processo. Informou ainda que todas as doações destinadas ao PT enquanto ele era tesoureiro do partido são legais e declaradas à Justiça.

0 comentários:

Postar um comentário