15 de agosto de 2018

“VIVA”! JUSTIÇA CONCEDE INDENIZAÇÃO DE R$ 50 MIL À FAMÍLIA DE DETENTO MORTO EM SC

A família de um detento morto em abril de 2011 na Penitenciária de São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis, recebeu o direito de ser indenizada pelo Estado em R$ 50 mil pelo assassinato do familiar. A decisão da 5ª Câmara de Direito Público do TJSC é de 6 de agosto. Cabe recurso. 





Em 24 de abril de 2011, Morgon Manoel Plucenio, de então 28 anos, foi assassinado a golpes de espeto, confeccionado pelos presos. Outro detento assumiu a autoria do crime. 





O relator da decisão do TJSC entendeu pela indenização já que a integridade física do detento cabe ao Estado, que esta sob tutela. Ele ainda diz que depoimentos comprovaram que ele vinha sofrendo ameaças, inclusive solicitou a um agente penitenciário a troca de cela. 





"É dever do Estado e direito subjetivo do preso que a execução da pena se dê de forma humanizada, garantindo-se os direitos fundamentais do detento, e que seja preservada a sua incolumidade física e moral [artigo 5º, inciso XLIX, da Constituição Federal]", afirmou o desembargador Hélio do Valle Pereira. 





A Justiça ainda entendeu que o crime era encomendado, por meio de evidências, e que seria possível prevê-lo. O Estado, entretanto, disse que a culpa do ocorrido se estende à vítima e requereu o reconhecimento da culpa do outro preso pelo crime.
 
 
Fonte: G1/SC.

0 comentários:

Postar um comentário