18 de agosto de 2018

“EU SEGUREI A BARRA SOZINHO. QUERO SABER ONDE ELES DOIS ESTAVAM ESCONDIDOS”, DIZ ROBSON COM FÁTIMA E CARLOS EDUARDO EM DEBATE DA BAND


O desempenho do candidato Robinson Faria (PSD), que concorre à reeleição ao governo do Rio Grande do Norte, foi elogiado nas redes sociais, durante e após o debate eleitoral, ocorrido na noite dessa quinta-feira (16) na Band Natal. Robinson esclareceu dúvidas, mencionou obras importantes de sua gestão e desmascarou adversários políticos que, ao invés de discutir propostas, preferiram atacá-lo com acusações infundadas. 





O governador deu o tom do debate ao perguntar ao candidato da família Alves, o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), o que ele fez pelo turismo na capital. Na ocasião, Robinson citou, entre outras medidas na sua administração, a redução do ICMS para querosene de aviação. Ele também criticou a falta de atenção da Prefeitura à orla urbana de Natal. Os escombros dos hotéis da BRA, na Via Costeira, e dos Reis Magos, na Praia do Meio, foram apontados por Robinson Faria como prova de ingerência municipal. 




Questionado pelo candidato Carlos Alberto (PSOL) sobre o quesito lisura, o chefe do Executivo estadual destacou a nota de transparência que, no passado, a nota era zero e hoje é uma das maiores do Brasil, 9.72. Ele aproveitou para desafiar seus adversários a exporem suas contas e impostos de renda mostrando a origem de seus patrimônios. Robinson também mostrou que a sua gestão é a que possui o menor número de cargos comissionados por estado no país, deixando todos admirados. 




No tema da segurança pública, Robinson Faria explicou que a violência não foi criada por ele e é preocupante em todo o país. Ele observou que o combate à criminalidade não se dá apenas com ação policial, mas também com políticas sociais, de lazer e cidadania. Nesse ínterim, o governador falou das ações desenvolvidas na sua gestão, a exemplo das 49 escolas de tempo integral e as escolas técnicas, já que a educação ajuda a minimizar esses índices de insegurança. Ao questionar Carlos Eduardo Alves, que na época era secretário de Justiça no governo Garibaldi Alves, Robinson quis saber o motivo pelo qual a Penitenciária Estadual de Alcaçuz foi construída sobre área de dunas, favorecendo incontáveis fugas, desde que foi criada. 





Um dos pontos mais elogiados do debate, nas redes sociais, foi quando Robinson Faria revelou aos telespectadores potiguares, o descaso com que os candidatos Carlos Eduardo Alves e Fátima Bezerra (PT), trataram a crise na segurança pública, no momento mais crítico. “Eu segurei a barra sozinho. Quero saber onde eles dois estavam escondidos, que nem telefonemas deram para oferecer ajuda, mesmo sabendo que segurança pública é dever de todos, não só do Estado”. 





No encerramento do debate, o governador destacou obras importantes do seu governo, principalmente aquelas que estão alavancando a economia do Estado, como é o caso da reabertura do aeroporto de Mossoró para voos comerciais e a construção das estradas do melão e da castanha, nos municípios de Baraúna e Serra do Mel, respectivamente. Robinson se orgulhou ao afirmar em deixar Natal 100% saneada, feito ainda não visto em qualquer outra capital do Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário