15 de agosto de 2018

ELEMENTO QUE MATOU EX-MULHER COM 14 FACADAS VAI À JÚRI POPULAR


O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte confirmou para o dia 22 deste mês o júri popular de José Cândido de Melo, acusado de matar sua ex-mulher. Isolda Claudino de Almeida Melo, de 53 anos, levou 14 facadas no dia 19 de março deste ano no bairro Potengi, na Zona Norte de Natal. 




O julgamento, marcado para começar às 8h, acontece no Tribunal do Júri do Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro Lagoa Nova, Zona Sul da cidade.



Isolda voltava do trabalho para casa, no fim da tarde do dia 19 de março, quando foi seguida pelo ex-marido e assassinada a facadas. Segundo a polícia, José Cândido não aceitava o fim do casamento. 





Ela desceu do ônibus na Avenida João Medeiros Filho e seguiu para a residência onde morava, na direção de uma região de mangue do bairro Potengi. No caminho, foi surpreendida pelo ex-marido. 




As facadas acertaram o peito, a barriga e o pescoço de Isolda. Ela ainda foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. 




Pessoas que passavam pelo local e presenciaram o crime renderam o homem e tentaram espancá-lo. A polícia foi chamada e prendeu José Cândido.




Familiares de Isolda contaram que ela havia se separado fazia um ano, mas que José Cândido não se conformava com a situação e a ameaçava. O casal tinha quatro filhos.

0 comentários:

Postar um comentário