8 de maio de 2018

“PÉ QUEBRADO”! HOMEM REGISTRA POR ENGANO FILHA COM AMANTE NO NOME DA ESPOSA

A pós ter um filho com a amante, um homem registrou a esposa oficial como mãe da criança por engano e o caso foi parar na Justiça. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) pediu que fosse feito um exame de DNA para comprovar a maternidade. O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), porém, julgou que essa medida não é necessária. 




O caso foi divulgado pelo próprio TJSC nesta terça-feira (08). Atualmente, o filho tem 28 anos. O pai é semianalfabeto. O caso ocorreu na Serra catarinense. Como o processo está em segredo de Justiça, não foram informados mais dados sobre os envolvidos.



Segundo o TJSC, o homem contou que estava com os documentos da esposa quando foi registrar o filho e entregou os papéis ao cartório sem perceber o engano. A mãe da criança notou o erro, mas não se opôs. 




A esposa, porém, ao saber do caso, exigiu a declaração negativa de maternidade e retificação do registro de nascimento. 




Todas as partes foram ouvidas durante o processo e confirmaram a história. Além disso, seis meses antes do nascimento do filho da amante, o homem teve outra criança com a esposa. 



0 comentários:

Postar um comentário