26 de fevereiro de 2018

“CABELO DURO”, FOI QUEM CONTRATOU HELICÓPTERO USADO PARA MATAR “GEGÊ DO MANGUE” E “PACA”, DIZ PILOTO

O piloto do helicóptero usado na operação em que foram assassinados Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), disse que foi contratado para levar passageiros do Ceará para São Paulo e obrigado a pousar pouco depois da decolagem.
 
 
 
 
 
 
 
 
Ele negou ter simulado uma pane na aeronave e disse que viu as execuções em Aquiraz, a 30 quilômetros de Fortaleza.
 
 
 
 
 
O advogado de Felipe Morais contou que o piloto foi contratado por Wagner Ferreira da Silva, conhecido como Cabelo Duro, também da cúpula do PCC e executado a tiros na frente de um hotel em São Paulo na última quinta (22). Segundo a defesa, Morais escondeu o helicóptero e pretende se apresentar à polícia nesta semana.
 
 
 
 
 
Gegê do Mangue, foragido da Justiça e apontado como o segundo chefe na hierarquia da facção criminosa de São Paulo, abaixo apenas de Marcola, foi morto a tiros no dia 15. Os corpos dele e de Paca foram encontrados em uma reserva indígena com marcas de tortura, com facadas nos olhos.
 
 
 
 
 
Segundo a investigação, o helicóptero saiu de São Paulo com sete ocupantes, incluindo Cabelo Duro, foi usado em uma emboscada no Ceará e depois pousou em uma área de mata no Rio Grande do Norte, onde os assassinos tentaram destruir provas do duplo homicídio.
 

0 comentários:

Postar um comentário