17 de novembro de 2017

DEPUTADOS DO RJ DECIDIRÃO SE COLEGAS CONTINUARÃO PRESOS

Deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) podem reverter, nesta sexta-feira (17), as prisões de Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. Os três deputados são investigados pela Operação Cadeia Velha, que apura crimes de corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Eles se entregaram na sede da PF no Rio, na quinta-feira (16), depois que a Justiça Federal no RJ decidiu, em 2ª instância, pela prisão imediata dos deputados. Picciani, Paulo Melo e Albertassi estão na Cadeia Pública de Benfica, a mesma em que está o ex-governador Sérgio Cabral.
 
 
 
A votação pode ocorrer até domingo, mas está prevista para esta sexta. Dos mais de 60 deputados que se manifestaram sobre a votação, somente cinco manifestaram voto pela manutenção da prisão. A Casa tem 70 deputados e, para revogar a prisão, são necessários 36 votos.
 
 
 
 
 
Para a oposição, a prisão será revertida, porque o PMDB tem ampla maioria na Casa.
 
 
 
 
De acordo com a procuradora Silvana Batini, do Ministério Público Federal, os deputados podem ser colocados em liberdade, de acordo com o que decidir a Alerj, mas o mesmo não valeria para a retomada do mandato.
  

0 comentários:

Postar um comentário