24 de novembro de 2017

ADRIANA ANCELMO DEIXA PRISÃO DOMICILIAR PARA VOLTAR PARA A CADEIA

A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo deixou nesta quinta-feira (23) o seu apartamento no Leblon, na Zona Sul, onde cumpria prisão domiciliar, para voltar para a cadeia. 









Ela foi conduzida por policiais federais para o presídio José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte, onde está preso seu marido, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral. Também estão em Benfica os ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho - na ala feminina para onde adriana foi mandada - e o presidente licenciado da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani





A decisão de revogar a prisão domiciliar e restabelecer a prisão preventiva na cadeia foi decidida na tarde desta quinta pela maioria da 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). 




 
Por 3 votos a 2, a Justiça aceitou o pedido de prisão preventiva, feito pelo Ministério Público Federal (MPF), e colocou fim ao benefício da prisão domiciliar. O mandado de prisão foi expedido após a audiência. 





O relator Marcello Granado deu o primeiro voto a favor da volta de Adriana à prisão, seguido por Abel Gomes e Paulo Espírito Santo. Simone Schreiber e Ivan Athié, que presidiu a sessão, votaram contra, mas a maioria já estava formada. 





A advogado de Adriana Ancelmo, Renato Moraes disse que irá recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ). “Os filhos têm direito, não ela. Por ter um filho de 12 anos, ela tem direito à prisão domiciliar”, explicou.

0 comentários:

Postar um comentário