1 de setembro de 2017

ÚLTIMO ACUSADO DE PARTICIPAR DA MORTE DE RADIALISTA NO INTERIOR DA PB SE ENTREGA À POLÍCIA MAIS DE 2 ANOS APÓS O CRIME

O último suspeito de participação na morte do radialista Ivanildo Viana se entregou à Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (31), segundo o delegado de Santa Rita, Everaldo Medeiros. O crime aconteceu em 27 de fevereiro de 2015, no quilômetro 80 da BR-101 em Santa Rita, na Grande João Pessoa.
 
 
 
 
O homem que foi detido nesta quinta-feira é suspeito de dar apoio à ação, dando cobertura aos executores - que estavam em uma moto - em um carro. Ele se entregou na Delegacia de Homicídios de João Pessoa, na Central de Polícia.
 
 
 
 
Outros seis suspeitos de participar do crime já estão presos - o que pagou pela morte, dois intermediários, dois executores e outro do apoio. Entre eles, estão três ex-policiais militares.
 
 
 
 
De acordo com a Polícia Civil, em entrevista coletiva, o assassinato do radialista foi encomendado por R$ 75 mil. O suposto mandante do homicídio ainda não foi identificado, segundo Everaldo Medeiros.
 
 
 
 
Um dos suspeitos apontados como executor do homicídio também está envolvido no assassinato da diretora da cadeia de Ingá, segundo a Polícia Civil. No caso do assassinato da diretora foi apreendida uma arma calibre 9 mm que a polícia acredita ter sido a arma usada na morte do radialista.

0 comentários:

Postar um comentário