9 de setembro de 2017

POLÍCIA DO RN PRENDE MAIS 2 SUSPEITOS DE INTEGRAR QUADRILHA QUE EXPLODIU BANCO NA PB

A polícia prendeu mais dois homens apontados como integrantes da quadrilha que explodiu uma agência bancária na cidade de Brejo do Cruz/PB, no domingo (3). A dupla foi presa na tarde desta sexta-feira (8), em Janduís, na região Oeste potiguar.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Segundo o delegado regional de Patu, Sandro Régis, Eugênio Gurgel Neto Filho, conhecido por Primo, e Francisco Viera de Melo, que tem o apelido de Macarrão, dariam fuga aos demais integrantes do bando. “Foram encontradas conversas no celular apreendido de um dos presos, em que combinavam essa fuga. Nós não havíamos ainda identificado, porque só tínhamos os apelidos. Mas identificamos e prendemos”, explica o delegado.
 
 
 
 
Ainda de acordo com Régis, Neto Filho e Francisco Vieira foram presos nas casas em que moravam, em Janduís.
 
 
 
 
Eugênio Gurgel Neto Filho e Francisco Viera de Melo foram levados para a delegacia e autuados por organização criminosa.
 
 
 
 
Após a explosão do banco na Paraíba já houve dois confrontos, nos quais cinco bandidos morreram e um PM ficou ferido. Além dos detidos nesta sexta (8), Kleyton Alves da Silva, o taxista Diego Edicleilton Marcelino de Castro e um terceiro suspeito também foram presos. O primeiro como participante da tentativa de roubo, o segundo por dar suporte à fuga dos criminosos e o outro apontado como o responsável pela colocação dos explosivos nos terminais.

 

0 comentários:

Postar um comentário