12 de setembro de 2017

PM QUE MATOU ADVOGADA SERIDOENSE A PAULADAS NO RN DEIXOU A PRISÃO PELO MENOS 7 VEZES EM 46 DIAS

Em um mês e meio, mais precisamente entre os dias 15 de julho e 30 de agosto deste ano, o soldado da Polícia Militar Gleyson Alex de Araújo Galvão – que cumpre prisão preventiva em um quartel na Zona Norte de Natal pela morte da ex-namorada, a advogada Seridoense, Vanessa Ricarda de Medeiros – esteve 7 vezes em um condomínio de apartamentos que fica na Zona Oeste da cidade. É o que mostra o controle da portaria do residencial. Lá, em uma dessas visitas, o policial acabou sendo fotografado e filmado tomando banho de piscina.

 
 
 

 

 
 
Foi por causa dessas imagens, publicadas na semana passada, que o comando da PM mandou abrir uma sindicância para apurar se o soldado saiu ilegalmente do quartel. Agora, ao tomar conhecimento dos dias e horários nos quais a presença do soldado foi registrada pela portaria do residencial, o coronel Zacarias Mendonça, comandante do policiamento metropolitano, disse que vai solicitar os registros ao síndico do condomínio e anexá-los ao processo.
 
 
 
 
De acordo com a lista, Gleyson esteve no condomínio duas vezes em um único dia. Isso aconteceu em 16 de julho, quando ele entrou à tarde e à noite. Já no dia 30 de agosto, a entrada aconteceu na madrugada.
 
 
 
 
O soldado deveria ter sentado no banco dos réus em novembro de 2016, mas o júri popular acabou adiado porque o Ministério Público solicitou uma nova avaliação psiquiátrica do policial. Em julho deste ano, o juiz Rafael Barros Tomaz do Nascimento determinou que o soldado fosse submetido a um exame de sanidade mental. O teste chegou a ser marcado para o dia 15 de agosto, mas não aconteceu porque a defesa de Gleyson alegou que ele havia surtado, tendo sido necessário interná-lo com urgência no Hospital Psiquiátrico Dr. João Machado.

0 comentários:

Postar um comentário