8 de setembro de 2017

PF PRENDE EX-MINISTRO GEDDEL VIEIRA LIMA APÓS APREENSÃO DE R$ 51 MILHÕES

A Polícia Federal prendeu o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) por decisão da 10ª Vara de Brasília, na manhã desta sexta-feira, 8. A medida é mais uma fase da Operação Cui Bono, um desdobramento da Lava Jato conduzido pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal. Geddel foi levado a Brasília, onde deverá ficar preso.
 
 
 
 
 
 

A PF chegou ao prédio de Geddel, em Salvador, no bairro Jardim Apipema, por volta de 5h40, em dois carros, com um pedido de prisão preventiva feito pelo Ministério Público Federal. O ex-ministro deixou o prédio, por volta das 7 horas da manhã. Ele foi levado por agentes da Polícia Federal e seguiu no banco de trás da viatura.
 
 
 
 
Também foram feitas buscas e apreensão na casa dele e da mãe. Outro suspeito de envolvimento no esquema do esconderijo dos R$ 51 milhões em malas e caixotes, na terça-feira, 5, Gustavo Ferraz superintendente da Defesa Civil (Codesal) da capital baiana, foi detido.
 
 
 
 
A Polícia Federal apontou quatro indícios da ligação Geddel com o dinheiro: as impressões digitais do ex-ministro foram encontradas no próprio dinheiro, outra testemunha confirmou que o espaço tinha sido cedido a ele, e uma segunda pessoa é suspeita de ajudar Geddel na destinação das caixas e das malas de dinheiro. Além disso, a PF identificou risco de fuga, depois da divulgação da apreensão do dinheiro.

0 comentários:

Postar um comentário