5 de agosto de 2017

BISPO DE DIOCESE DO SERIDÓ POTIGUAR DIZ QUE HOMOSSEXUALIDADE É 'DOM DE DEUS' E GERA POLÊMICA ENTRE FIÉIS

Um dos principais líderes da Igreja Católica no Rio Grande do Norte causou polêmica ao afirmar que a homoafetividade é um dom de Deus. "Se não é escolha, se não é doença, na perspectiva da fé só pode ser um dom", afirmou o bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz Santos.
 
 
 
 
O comentário do clérigo foi feito no último domingo (30), durante a missa de encerramento da Festa de Santana de Caicó – um dos mais tradicionais eventos religiosos do estado. Ao fim de sua fala, ele foi aplaudido pelos fiéis presentes à celebração.
 
 
 
 
"O evangelho por excelência é evangelho da inclusão. O evangelho é porta estreita sim, é um amor exigente, mas é uma porta sempre aberta. Deus nunca fecha porta para ninguém", afirmou o bispo.
 
 
 
 
"Por isso, talvez, seria momento, assim como fomos capazes de dar um salto, na sabedoria do evangelho, de vencer a escravidão; não está na hora de a gente dar um salto, na perspectiva da fé, e superar preconceitos contra os nossos irmãos homoafetivos?", questionou.
 
 
 
 
 
O bispo ainda considerou que a homoafetividade não é uma opção, mas uma orientação. Argumentou que desde a década de 1990 a Organização Mundial da Saúde não considera a relação entre pessoas do mesmo sexo como doença.

0 comentários:

Postar um comentário