28 de julho de 2017

TRAFICANTE DETIDO NA PENITENCIÁRIA FEDERAL DE MOSSORÓ PODE RECEBER VISITAS, DETERMINA JUIZ

O traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, que atualmente cumpre pena na Penitenciária Federal de Mossoró, na região Oeste potiguar, foi novamente autorizado a receber visitas íntimas e sociais – o que deve acontecer já na próxima semana. Segundo a direção do presídio, falta apenas que a comunicação oficial da decisão chegue à unidade.
 
 
 
 
Atualmente, os 561 presos federais em todo o país estão impedidos de receber visitas íntimas. A suspensão começou no final de maio por uma questão de segurança. Segundo a Advocacia-Geral da União (AGU), as mortes de três servidores de presídios federais – crimes ocorridos este ano – foram planejadas durante visitas que ocorreram dentro das unidades.
 
 
 
 
O Ministério da Justiça lembra que a suspensão das visitas também foi adotada depois que investigações revelaram que o traficante Fernandinho Beira-Mar comandava uma rede criminosa por meio de bilhetes repassados à namorada de um vizinho de cela durante as visitas íntimas.
 
 
 
 
 
 
 
 
A decisão de liberar Marcinho VP a receber visitas é a segunda em menos de um mês. Ambas foram assinadas pelo juiz federal Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª vara, no Distrito Federal. A primeira, datada de 10 de julho, foi por meio de uma decisão liminar. Essa decisão, posteriormente, acabou se estendendo a 69 detentos, mas acabou revogada no dia 25 após recurso da AGU. Porém, no dia 26, o magistrado julgou o mérito da questão e novamente concedeu a Marcinho o direito de receber visitas.
 
 
 
 
 
Nos dois casos, o juiz acatou os argumentos da defesa do traficante. Consta na decisão que o criminoso possui bom comportamento, e que não há provas que o vincule aos homicídios de servidores das penitenciárias federias – fato alegado pela Advocacia Geral da União para justificar a suspensão das visitas.

0 comentários:

Postar um comentário