4 de julho de 2017

“GORDO DA RODOVIÁRIA” E O EX-PASTOR GILSON SERÃO JULGADOS JUNTOS PELA MORTE DE F.GOMES

O ex-pastor evangélico Gilson Neudo Soares do Amaral e o comerciante Lailson Lopes, ambos acusados de planejar a morte do radialista Francisco Gomes de Medeiros, o ‘F. Gomes’, assassinado a tiros em 18 de outubro de 2010 na cidade de Caicó, na região Seridó potiguar, serão julgados juntos. Gilson sentaria no banco dos réus nesta quarta (5), mas o júri popular foi adiado para o próximo dia 19, quando também será julgado o comerciante, mais conhecido como ‘Gordo da Rodoviária’.

A decisão de juntar os réus foi da juíza Eliana Alves Marinho. O júri está marcado para começar às 8h no Tribunal do Júri do Fórum Desembargador Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, Zona Sul de Natal.
A fim de resguardar os ditames constitucionais da imparcialidade dos jurados. Assim, encontrando-se ambos os feitos em condições de serem julgados, e, tratando-se do mesmo fato, determino, em atenção aos princípios da celeridade e da economia processual, a unificação dos processos, para que sejam os réus antes nominados submetidos ao Tribunal do júri, conjuntamente”, determinou a magistrada.
Francisco Gomes de Medeiros tinha 46 anos e trabalhava na rádio Caicó AM. Ele foi assassinado na noite de 18 de outubro de 2010, deixando mulher e três filhos. F. Gomes foi atingido por três tiros de revólver na calçada de casa, na rua Professor Viana, no bairro Paraíba, em Caicó.  

0 comentários:

Postar um comentário