7 de julho de 2017

EXÉRCITO ENCONTRA “CIDADE” COM QUASE MIL GARIMPEIROS NA SELVA AMAZÔNICA

Imagens inéditas reveladas pelo Exército Brasileiro nesta quinta-feira (6) mostram uma verdadeira cidade de garimpeiros em plena selva amazônica, ao Norte de Roraima. No local, onde viviam pelo menos 800 pessoas, tinha mini-mercados, casas e até um salão de beleza improvisado.
 
 
 

 
 
 
Segundo o Exército, o garimpo, que nunca havia sido acessado por tropas legais, ficava entre as cidades de Alto Alegre e Amajari, a 310 Km da capital Boa Vista. A região foi alvo da operação ‘Curare VIII’ da 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª BIS) que teve início em 22 de junho.
 
 
 
Foi durante a missão que um avião fretado caiu deixando quatro mortos: um piloto e três servidores do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Uma pessoa sobreviveu.
 
 
 
 
 
 
A estrutura do garimpo, que ficava em uma região de difícil acesso, impressionou os militares. "É uma cidade pequena com geradores, antenas satelitais, televisão, telefones celulares satelitais”, afirmou o comandante da 1ª BIS, general Gustavo Henrique Dutra.
 
 
 
 
 
 
As quase mil pessoas que viviam irregularmente na região usavam o ouro extraído ilegalmente da reserva indígena como moeda para comprar alimentos, produtos de higiene e bebida alcoólica.
 
 
 
 
 
Durante a operação, homens do Exército, Polícia Federal e Ibama apreenderam quatro balsas, 4.755 litros de gasolina e 25 motores usados na extração do ouro. Esses equipamentos, conforme o Exército, rendiam em torno de 8 milhões de reais por semana aos garimpeiros.
 
 
Fonte: G1/AM - Fotos: Exército Brasileiro.

0 comentários:

Postar um comentário