13 de julho de 2017

CASO LULA DEVE SER JULGADO ANTES DA ELEIÇÃO, DIZ PRESIDENTE DE TRIBUNAL

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, acredita que deve ser julgado até agosto de 2018 – antes das eleições – o processo que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro.
 
 
 
 
A sentença em primeiro grau foi anunciada na quarta-feira (12) pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato em primeira instância. O julgamento pelo TRF-4 vai definir se Lula vai poder ou não disputar as próximas eleições.
 
 
 
 
"Imagino que até agosto do ano que vem esse processo vai estar julgado. Ou o tribunal confirma essa decisão e ele [Lula] fica inelegível ou reforma a decisão e ele está liberado para concorrer", observou o desembargador em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (13).
 
 
 
 
O presidente do tribunal salientou que ainda em primeira instância é possível entrar com outro recurso, chamado de embargos de declaração. O Ministério Público Federal já anunciou que deve recorrer da decisão para aumentar as penas.
 
 
 
 
Thompson garantiu que "não haverá nenhum privilégio" para acelerar o andamento do processo no TRF4. "Esse juízo não vai ser feito. O prazo que podem esperar é o mesmo de outros julgamentos".
 
 
 
 

0 comentários:

Postar um comentário