6 de junho de 2017

TJRN PROMOVE 45 UNIÕES CIVIS EM CASAMENTO COLETIVO NO INTEIRO DO RN

O Núcleo de Ações e Projetos Socioambientais (Naps) do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte realizou nesta segunda-feira, (05) mais um casamento civil coletivo, desta vez na comarca de Goianinha, com a participação de 45 casais. A iniciativa faz parte das comemorações de aniversário da Corte estadual, que completa 125 anos no próximo 4 de julho.
 
 
 
 
 
De acordo com o servidor Rossine Pimentel, que coordena os casamentos, ao longo dos dez anos de atuação do Núcleo, o Naps já promoveu a união civil de 14 mil casais, gratuitamente, por meio de uma parceria com os cartórios de cada município. “Só neste ano serão mais 3.600 contando com os de hoje”, antecipa.
 
 
 
 
A cerimônia gratuita, coletiva e comemorativa teve a presença do prefeito de Goianinha, Berg Lisboa, de representantes da Câmara Municipal e de secretarias, bem como de representantes do cartório do município e foi presidida pela juíza Ana Karina de Carvalho, a qual falou sobre os direitos e deveres dos noivos, baseados no artigo 1.535 do Código Civil. “Mas, é mais do que a letra fria da lei. Casamento é um pacto de vida para quem decide isso”, disse a juíza durante a solenidade.
 
 
 
 
O casal mais idoso da solenidade era formado por Sebastião Gomes e Célia Maria da Silva. Ele com 67 anos e ela com 53, os quais, indagados sobre o motivo de oficializarem a união, responderam sem demora. “A gente tinha esse sonho. Conversamos muito sobre assinar no cartório a nossa união de 23 anos”, comemorou o casal de agricultores, moradores da cidade há duas décadas.
 
 
 
 
Eles tiveram a companhia do casal mais jovem da cerimônia coletiva: o garçom Rodolfo Santiago, de 20 anos, e a noiva de 23, a cabeleireira Josicléia Santana. “Por morarmos aqui e aproveitarmos a gratuidade”, explicou o noivo.

0 comentários:

Postar um comentário