17 de abril de 2017

ODEBRECHT PAGOU PROPINA PARA EUNÍCIO, MAIA, JUCÁ E VIEIRA LIMA POR MP, DIZ DELATOR

O ex-executivo da Odebrecht Carlos Fadigas afirmou no depoimento de delação premiada que a construtora pagou propina, em troca da aprovação de uma medida provisória, para os senadores Romero Jucá (PMDB-RR), Eunício Oliveira (PMDB-CE), e para os deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).
 
 
 
 
 
 
 
 
A assessoria de Maia disse que, segundo o deputado e presidente da Câmara, "são falsas as citações dos delatores"
 
 
 
 
O depoimento de Borba faz parte dos mais de mil arquivos de vídeos com as delações premiadas de ex-executivos da Odebrecht. Os depoimentos se tornaram públicos na semana passada, quando também saiu a lista do ministro Édson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), com pedidos de inquéritos para investigar os políticos citados.
 
 
 
 
A MP a que se refere Borba é de 2013 e tratou de incentivos tributários a produtores de etanol e à indústria química.
 
 
 
 
Ele disse que, após a aprovação do texto, foi procurado pelo colega Cláudio Melo para tratar sobre o pagamento aos políticos que, após contato da empresa, atuaram em favor da MP.

0 comentários:

Postar um comentário