12 de abril de 2017

GOVERNO AUTORIZA INÍCIO DAS OBRAS DO HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ DO MIPIBU

Na estratégia de fortalecer as estruturas das regionais de saúde e equacionar a superlotação do hospital Walfredo Gurgel, o Governo do RN está investindo e reformando a Rede de Urgência e Emergência de sete hospitais regionais.
 
 
 
 
 

 
Nesta quarta-feira(12), às 14h, será a vez do Governador Robinson Faria autorizar a ordem de serviço do Hospital Regional Monsenhor Antonio Barros, localizado em São José do Mipibu, para início das obras da Rede de Urgência e Emergência. O investimento da obra é de 1,5 milhão. Em equipamentos o hospital receberá ainda investimentos de R$ 5 milhões. O Hospital de São José do Mipibu possui 43 leitos e realiza uma média de 280 partos por mês.
 
 
 

Nas últimas semanas o Estado já autorizou reformas de três unidades hospitalares: Caicó, São Paulo do Potengi, e agora São José do Mipibu. Nas próximas semanas vamos assinar as ordens de serviços de Assú, Pau dos Ferros, João Câmara e Santo Antônio. O investimento total em obras e equipamentos supera R$ 51 milhões. “Os recursos estão assegurados pelo acordo de empréstimo do governo do estado com o Banco Mundial, através do Governo Cidadão”, afirma Vagner Araújo, Secretário de Gestão de Projetos e coordenador do programa 'Governo Cidadão'.

 
 
 
Com recurso do Governo Cidadão, o governo do estado adequou e equipou 14 unidades materno-infantil em total são de 20 unidades que serão apoiadas. Os equipamentos são berços em acrílicos, cadeiras de rodas, cadeiras de banho, mesa auxiliar, leitos fawler, suporte para soro entre outros. Esse é um grande investimento que o Governo/Sesap está realizando na área de saúde da mulher. A população começa a sentir as melhorias na saúde”, esclarece George Antunes, secretário de saúde.
 
 

O secretário George lembra também que com recursos do Banco Mundial foram adquiridos dois tomógrafos, um para Mossoró e outro para Caicó. “Foram R$ 3 milhões aplicados nesses equipamentos. Em Mossoró estamos realizando uma média mensal de 700 exames mês. Em Caicó vamos adequar a rede elétrica e instalar o tomógrafo”, esclarece.

0 comentários:

Postar um comentário