9 de março de 2017

GARI MORTO COM 12 TIROS ERA TRAFICANTE E SUSPEITO DE MATAR MULHER NA BA

 
 
 
 
 
Sinval Nunes Sarmento, de 43 anos, foi assassinado com 12 tiros na cabeça, costas e tórax, no Largo da Ventosa. A polícia apura se a motivação do crime contra ele tem relação com a morte de Ângela Margarete, no dia 2 de março.
 
 
 
 
 
Segundo a polícia, Sinval usava a farda de uma empresa que é prestadora do serviço de coleta de lixo à prefeitura de Salvador. O suspeito respondia a um inquérito por roubo. O presidente da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), Kaio Moraes, confirmou que a vítima era gari e que tinha sido contratado pela empresa que presta serviços à Limpurb.
 
 
 
 
 
 
Segundo a polícia, o gari foi morto por dois homens em um carro. A autoria e motivação do crime contra Sinval são investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que também apura a morte de Ângela.
 
 
 
 
 
Segundo informações levantadas pela polícia, o homicídio contra mulher tem relação com o tráfico de drogas. Dois jovens, que também são suspeitos de envolvimento no crime contra ela, já foram presos.
 
 

0 comentários:

Postar um comentário