5 de janeiro de 2017

FLAGRANTE! VÍDEO MOSTRA DETENTO MATANDO OUTROS A TIROS EM PRESÍDIO NO SERTÃO DA PB

As imagens das câmeras de segurança do presídio Romero Nóbrega, em Patos, no Sertão paraibano, flagraram o momento em que um detento saca uma arma de fogo e atira contra outros presos dentro da unidade. Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas, durante uma rebelião que aconteceu na manhã desta quarta-feira (4). Outro vídeo feito por um presidiário mostra a movimentação na unidade, no momento dos disparos. A situação foi controlada no início da tarde.
 
 
 
 
As imagens foram mostram o momento em que um grupo de presos se aproxima de outro grupo que estava perto de uma parede.
 
 
 
 
No vídeo, um dos presos atingidos pelos tiros aparece segurando um objeto que parece ser uma faca. Um dos integrantes do grupo que chega, saca uma arma por trás e faz uma sequência de disparos. Depois os detentos se dispersam.
 
 
 
 
 
 
 
 
Um outro vídeo que parece ser feito por um presidiário dentro de uma cela mostra parte da movimentação no pátio e o momento em que vários presos vão em direção as grades para ver o que está acontecendo. No vídeo, uma pessoa chega a comentar que um dos presos morreu com os tiros e outros parecem comemorar a morte.
 
 
 
 

A Polícia Militar encontrou na noite desta quarta-feira a arma utilizada na rebelião para matar dois detentos e ferir outros dois. Uma operação 'pente fino' foi realizada no presídio. De acordo com o major Rômulo Ferreira além do revólver utilizado na confusão foram encontradas 17 facas, 12 munições ainda intactas, celulares e drogas na unidade prisional em uma operação que envolveu 70 homens do Bope, Gate e Corpo de Bombeiros. 
 
 
 

Segundo o delegado da Polícia Civil, em Patos, Sylvio Rabelo, o crime foi motivado pela disputa de tráfico de drogas e territórios entre duas facções criminosas. Conforme o delegado, há alguns meses os envolvidos faziam parte de uma mesma facção criminosa, mas acabaram se dividindo. “O grupo que saiu da facção quer matar os integrantes da facção original para poder ficar no comando do tráfico de drogas em alguns bairros da cidade de Patos”, explicou o delegado.




0 comentários:

Postar um comentário