23 de dezembro de 2016

BRASILEIRA CONSIDERADA A MULHER MAIS VELHA DA AMÉRICA DO SUL MORRE AOS 113 EM SC

Alida Victória Grubba Rudge, considerada a mulher mais velha do Brasil e da América do Sul, morreu nesta sexta-feira (23), em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, aos 113 anos e 166 dias. O velório acontece  a partir das 17h, no Cemitério Municipal da cidade. O enterro está previsto para as 17h deste sábado (24).
 
 
 
 
Dona Álida completou 113 anos neste domingo (10) no Norte de Santa Catarina (Foto: Reprodução/RBSTV)
 
 
 
De acordo com a última atualização do ranking dos "supercentenários" da organização americana Gerontology Research Group, a catarinense ocupava a 14ª posição como pessoa mais idosa do mundo - quando completou 113 anos, em julho, ela estava na 16ª posição.
 
 
 
 
O último aniversário Alida comemorou em um restaurante, com uma festa para mais de 100 convidados. A idosa gostava de ler jornal, ver TV, passear de carro, pescar e jogar baralho. Ela teve apenas um filho, de 89 anos.




0 comentários:

Postar um comentário