16 de novembro de 2016

FORÇA NACIONAL IRÁ REFORÇAR SEGURANÇA NA ALERJ NESTA QUARTA-FEIRA, (16)

O estado do Rio de Janeiro terá reforço da Força Nacional de Segurança nesta quarta-feira (16), para auxiliar no policiamento durante manifestação prevista em frente ao prédio da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), que começará a votar o pacote com medidas de austeridade do governo. O pedido foi feito pelo governador Luiz Fernando Pezão. Veja a nota do Ministério da Justiça e Cidadania no final do texto.
 
 
 
 
 
 
 
 
O contingente da Força Nacional ficará no Rio por 15 dias, mas o efetivo não foi informado.
 
 
 
Servidores públicos prometem comparecer a um protesto contra o pacote, marcado para às 10h, em frente à Alerj.
 
 
 
O prédio da Alerj foi cercado no domingo (13), poucos dias após os protestos de servidores contra o pacote de medidas do governo para combate à crise no estado. Três carros da Polícia Militar (PM) também faziam o patrulhamento na frente do edifício. A sede do Legislativo chegou a ser invadida por manifestantes há uma semana.
 
 
 
Grades foram colocadas em volta de todo o Palácio Tiradentes. O custo da colocação do equipamento foi de R$ 20 mil, e o trabalho está a cargo da empresa de engenharia responsável pelo restauro das fachadas externas do complexo.
 
 
 
Nesta quarta, o presidente da casa, Jorge Picciani (PMDB-RJ), deve receber representantes de seis sindicatos. O encontro está marcado para as 12h.
 
 
 
O conjunto de medidas anunciado pelo Governo do Rio de Janeiro para equilibrar as contas públicas prevê, entre outras coisas, a redução no número de secretarias, o fim de alguns programas sociais e o aumento da tarifa do Bilhete Único de R$ 6,50 para R$ 7,50 em 2017. Também estava previsto o aumento do desconto previdenciário de 11% para 14%, mas o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, desistiu da cobrança extra.
 
 
 
Foto: Matheus Rodrigues/G1 - (arquivo).

0 comentários:

Postar um comentário