18 de março de 2022

JUSTIÇA NEGA PEDIDO DE ACUSADO E PROÍBE EXUMAÇÃO DO CORPO DA ESTUDANTE MARIANA THOMAZ

A Justiça da Paraíba indeferiu, nesta quinta-feira (17), o pedido da defesa de Johannes Dudeck para exumação do corpo da estudante de medicina Mariana Thomaz, morta no sábado (12). O empresário está preso por suspeita de feminicídio.

 

O pedido de liberdade provisória de Johannes já tinha sido negado, e a prisão em flagrante foi convertida em preventiva. A decisão desta quinta (17), do juíz Marcos William de Oliveira, alega que é dada prioridade, em caso de violência contra mulher, ao exame de corpo de delito. Desse modo, não haveria necessidade de realizar novos exames antes que este seja divulgado e as análises sejam conclusivas.

 

A Justiça argumentou, ainda, que os laudos cadavérico, toxicológico e de violência doméstica ainda estão sendo concluídos e que ainda não se tem um inquérito policial distribuído. 

 

Outro ponto trazido na decisão de negar o pedido da defesa é que, conforme divulgação midiática, o corpo de Mariana Thomaz já foi sepultado no estado do Ceará.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUATRO JOVENS SÃO ENCONTRADAS MORTAS EM MENOS DE UMA SEMANA NO CE

Em menos de uma semana, Eveline Souza Mendes, de 18 anos,  Marina Nascimento Souza, prima de Eveline, de 15 anos,   Ana Vitória, sem idade...