13 de novembro de 2019

EX-DIRETOR DA ENGEVIX CONDENADO NA LAVA JATO DEIXA A CADEIA NO PR


O ex-diretor da empreiteira Engevix Gerson Almada, condenado em processos da Operação Lava Jato, deixou a cadeia na noite de segunda-feira (11), de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR). Ele estava preso no Complexo Médico-Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. 




A decisão da juíza Luciani de Lourdes Tesseroli Maronezi, da 2ª Vara de Execuções Penais de Curitiba, pela soltura dele foi com base no novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão em segunda instância.




Almada, que era um dos sócios da construtora, foi condenado em dois processos da Lava Jato. Em 2015, na primeira instância, o empresário foi condenado a 19 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. 





Em 2017, o Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4) elevou a pena de Almada para 34 anos e 20 dias de reclusão.



  
Em outro processo, ele foi condenado - na primeira instância - a 15 anos e seis meses de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Almada foi preso em março de 2018.



0 comentários:

Postar um comentário