22 de julho de 2019

BISPO DOS EUA ACUSADO DE ASSÉDIO SEXUAL É PROIBIDO DE PARTICIPAR DE LITURGIAS PÚBLICAS


O Vaticano proibiu de participar em toda liturgia pública o bispo americano Michael Bransfield, que renunciou em 2018 após acusações de assédio sexual, anunciou o portal Vatican News. 




O monsenhor Brasnfield já não poderá mais residir em sua antiga diocese, nem participar de celebrações ou liturgias públicas, em qualquer lugar que esteja, e deverá desculpar-se publicamente pelo mal que causou, explica o Vatican News. 




Com esta sanção contra o ex-bispo de Wheeling-Charleston (nordeste), "o Papa Francisco continua com sua linha de firmeza com o episcopado americano", agregou o portal do Vaticano, que cita também um comunicado da Nunciatura Apostólica dos Estados Unidos. 




Será o futuro bispo desta diocese de Virgina Ocidental "quem deverá decidir concretamente os tipos de ações que poderá realizar seu antecessor para reparar suas faltas, em coordenação com a Santa Sé", afirma.

0 comentários:

Postar um comentário