17 de julho de 2017

DETENTOS DE MOSSORÓ RECEBEM CERTIFICADOS DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DA ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ

Em Mossoró, 24 apenados do regime semiaberto do Complexo Penal Estadual Mário Negócio receberam certificados de capacitação profissional na última semana. Os apenados foram certificados pela Escola Agrícola de Jundiaí da UFRN através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).
 
 
 
 
 
 

Incluir os apenados através de cursos profissionalizantes é assegurar o direito básico à educação. Oferecemos uma oportunidade única de inclusão social e profissionalização para esses jovens. Nós da Escola Agrícola de Jundiaí – UFRN estamos satisfeitos em oportunizar a capacitação profissional a essas pessoas que agora podem trilhar novos caminhos para suas vidas”, afirma o Coordenador Geral do Pronatec Escola Agrícola de Jundiaí/UFRN, Prof. João Inácio da Silva Filho.
 
 
 
 

 
Ao longo de 160 horas, os detentos desenvolverem conhecimentos na área de energia elétrica e suas tecnologias no curso de Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão. Na formação, os participantes contaram com aulas expositivas, atividades práticas, visitas técnicas e também desenvolveram apresentações de seminários. As ações foram desenvolvidas na área interna do complexo penitenciário. 
 
 
 

Na Penitenciária Estadual e no Centro de Detenção Provisória Feminina, ambos em Parnamirim, 26 apenados também vão receber os certificados de conclusão de cursos de formação profissional nas próximas semanas. Nas unidades foram ofertados os cursos de Operador de Processamento de Pescado e Pintor de Obras Imobiliárias, este utilizando a metodologia inovadora do Programa Mulheres Mil que trabalha a elevação da autoestima, saúde, direitos da mulher, além de inclusão digital e empreendedorismo, garantindo assim uma formação cidadã às participantes.
 
 
 
 
Para a diretora do Diretora do CDP Feminino, Thábatta Morais Araujo, realizar a promoção de cursos profissionalizantes para as apenadas é uma importante ferramenta de ressocialização. “Ao inserirmos os apenados em projetos de educação e capacitação profissional, conseguimos provocar mudanças no seu comportamento dentro da prisão. A oferta de cursos profissionalizantes nas unidades prisionais é uma excelente proposta para o reingresso social das apenadas. Ficamos muito felizes em promover essa capacitação pela segunda vez em nossa unidade”.­
 
 
 

Cidadania
 
Criado em 2013, a oferta de cursos profissionalizantes nas unidades prisionais, denominada Pronatec Presídios é uma iniciativa que busca promover a ressocialização de detentos. Esta oferta exclusiva já beneficiou mais de 25 mil apenados em todo o Brasil. Entre os cursos ofertados, os mais buscados são da área de infraestrutura, como pedreiro e carpinteiro.
 
 

No RN, a Escola Agrícola de Jundiaí oferta cursos para o sistema penitenciário de Assistente Administrativo, Auxiliar de Biblioteca, Auxiliar de Recursos Humanos, Auxiliar de Arquivo, Operador de Beneficiamento de Pescado e Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão desde 2015 em unidades localizadas em Natal, Mossoró, Parnamirim, Nísia Floresta e Caicó. A cada 12 horas estudadas os participantes tem pena reduzida em um dia. 

0 comentários:

Postar um comentário