15 de abril de 2017

ODEBRECHT DIZ NÃO TER 'DÚVIDA' DE QUE LULA ATUOU JUNTO AO BNDES POR PORTO EM CUBA

O executivo Emílio Odebrecht, dono do Grupo Odebrecht, afirmou em depoimento não ter "dúvida" de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atuou junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que fossem financiadas as obras de construção do porto de Mariel, em Cuba. O porto foi construído pela Odebrecht.
 
 
 
 
A afirmação de Emílio Odebrecht foi dada ao Ministério Público Federal no acordo de delação premiada fechado no âmbito da Operação Lava Jato.
 
 
 
 
Procurado, o Instituo Lula divulgou a seguinte nota: "Delações não são provas, apenas indícios de provas. Mesmo que tudo que foi relatado seja verdadeiro, não existe nenhum ato ilegal do ex-presidente no relato de Emílio Odebrecht. As informações na imprensa relatam, inclusive, que o empréstimo do Porto de Mariel tem sido pago pelo governo cubano de acordo com o contrato que é com o governo de Cuba, não com a Odebrecht.".
 
 
 
 
O porto foi inaugurado em 2014 e contou com a presença da então presidente Dilma Rousseff. A obra custou quase US$ 1 bilhão e foi 80% financiada pelo governo brasileiro.

0 comentários:

Postar um comentário