10 de agosto de 2020

GUSTAVO ROCHA CHAMA ÁLVARO DIAS DE “RETRÓGRADO” E DÁ RECADO PARA ROGÉRIO MARINHO

Bolsonarista de carteirinha no Rio Grande do Norte, o empresário Gustavo Rocha, que tem linha direta com o presidente da República, Jair Bolsonaro, mandou um recado político duro para o ministro do Desenvolvimento Regional, o potiguar Rogério Marinho. Ele também classificou o atual prefeito de Natal, Álvaro Dias, como “retrógrado”, integrante da “velha política”, “oligarca famoso pelos desmandos da Assembleia Legislativa” e “que tenta ludibriar a opinião pública”. 

 

 

O comentário de Gustavo Rocha surge no momento em que o Estado aguarda visita do presidente Bolsonaro, que deve acontecer no próximo dia 21. A expectativa é que, durante a visita, Rogério Marinho tente “colar” a imagem do prefeito de Natal, Álvaro Dias, à do presidente, que luta contra práticas diversas da velha política, da qual Álvaro seria um legítimo representante.

 

 

“Tenho visto circular muitas fotos do ministro Rogério Marinho com o prefeito Álvaro Dias. O prefeito tenta mimetizar que é candidato de Bolsonaro e/ou da direita em Natal. Quero deixar bem claro que essa tentativa de Álvaro de se passar por direita e conservador é mais uma das camuflagens da velha política, de velhas práticas daqueles oligarcas famosos pelos desmandos da Assembleia Legislativa, que tenta ludibriar a opinião pública”, disse Rocha.

 

 

Considerado um dos mais genuínos bolsonaristas do Rio Grande do Norte, Gustavo Rocha alerta para que Rogério tenha cuidado, porque poderá levar vaias dos potiguares, por causa da presença de Álvaro, o que pode criar constrangimento para o presidente. “O ministro Rogério Marinho, a quem ainda tenho apreço, é um sujeito inteligente e sabe o jogo que está fazendo. No entanto, eu o alerto: cuidado com esse tipo de velha prática porque corre o risco de levar vaias na sua cidade. E, pior, com o nosso presidente”, disse.

 

 

Rocha conclui seu alerta, destacando que “colar o retrógrado Álvaro em Bolsonaro” poderá ser um verdadeiro tiro no pé, cuja responsabilidade será do ministro do Desenvolvimento Regional. “A militância bolsonarista de direita não é burra e não aceita esse tipo de comportamento. Evite colar o retrógrado Álvaro em Bolsonaro porque não vai dar certo”, afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário