22 de fevereiro de 2019

EM MEIO A IMPASSE SOBRE AJUDA HUMANITÁRIA NA VENEZUELA, MADURO E GUAIDÓ DISPUTAM APOIO DE MILITARES


O apoio dos militares está em disputa pelos dois polos do impasse político na Venezuela. O líder chavista, Nicolás Maduro, publicou vídeo nas redes sociais para demonstrar respaldo à Força Armada Nacional Bolivariana. Do outro lado, Juan Guaidó, que tenta se impor como presidente interino venezuelano, deu ultimato aos combatentes para que passassem a apoiar a entrada da ajuda humanitária retida nas fronteiras do país




Os carregamentos de comida, remédios e itens de higiene deveriam chegar neste sábado (23) à Venezuela, conforme Guaidó anunciou. O regime de Maduro, no entanto, rejeita a ajuda por considerá-la um pretexto para invasão militar ao país. 





O chavista fechou a fronteira com o Brasil – um dos postos de coleta das cargas – na noite de quinta-feira. A oposição acusa os apoiadores de Maduro de serem responsáveis por duas mortes no lado venezuelano da fronteira nesta sexta-feira (22). 




Tanto Maduro quanto Guaidó pedem apoio aos militares. O líder chavista tem o alto comando da Força Armada a seu favor. Porém, a oposição conta com respaldo dos Estados Unidos. O presidente norte-americano, Donald Trump, exigiu que os militares permitissem a entrada da ajuda humanitária ou iriam "perder tudo"




Com a aproximação da data marcada para a chegada dos carregamentos, Maduro e Guaidó voltaram a pressionar os militares. 



Do Blog: Enquanto eles brigam pelo poder, o povo sofre as conseguencias.
 

0 comentários:

Postar um comentário