16 de agosto de 2022

VARÍOLA: TSE AINDA NÃO LIBEROU CAMPANHA EDUCATIVA

O ministro Alexandre de Moraes, que nesta terça-feira (16) assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, deu prazo para o presidente da República “esclarecer providências” (ou a falta delas) em relação à “varíola dos macacos”. Uma das providências está dependendo de autorização do próprio TSE: campanha educativa que o Ministério da Saúde preparou sobre a doença. O TSE não informou se há prazo para liberar a providência do governo, disse que “em breve” entra em pauta.

 

Propaganda governamental é proibida neste período, exceto quando se trata de utilidade pública, como neste caso envolvendo saúde.

 

Especialmente rigoroso em relação ao atual governo, o TSE impediu que o ministro da Saúde prestasse esclarecimentos em rede de rádio e TV.

 

A alegação do ex-presidente do TSE Edson Fachin é que o ministro pretenderia elogiar o governo e isso “ofende a lei”.

 

Outra vez, um partido político de oposição, desta vez o PSB, faz o caminho das pedras no STF para criar um factoide contra o governo.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUATRO JOVENS SÃO ENCONTRADAS MORTAS EM MENOS DE UMA SEMANA NO CE

Em menos de uma semana, Eveline Souza Mendes, de 18 anos,  Marina Nascimento Souza, prima de Eveline, de 15 anos,   Ana Vitória, sem idade...