23 de novembro de 2017

ARGENTINA DIZ QUE POSSÍVEL EXPLOSÃO FOI DETECTADA APÓS SUBMARINO SUMIR

A Marinha argentina afirmou nesta quinta-feira (23) que foi detectado um "evento consistente com uma explosão" algumas horas após o último contato do submarino ARA San Juan, em local próximo à sua última localização conhecida, no último dia 15. 




 O submarino militar argentino ARA San Juan deixa o porto de Buenos Aires (Foto: Armada Argentina/Handout via Reuters)




A embarcação, que transporta 44 militares, desapareceu enquanto navegava de Ushuaia para Mar del Plata, no Atlântico Sul. 




O evento coincide com a informação recebida pelos Estados Unidos (...) de que foi detectada uma anomalia hidroacústica na quarta-feira, dia 15". 




A informação foi dada pelo embaixador argentino na Áustria, que, segundo a Marinha, também é membro de uma organização de controle de testes nucleares, que monitora eventos hidroacústicos.





"Seguimos as buscas até ter uma evidência mais concreta sobre onde está o submarino e os 44 tripulantes", disse Balbi a jornalistas, acrescentando que as famílias da tripulação foram notificadas sobre a nova informação. 




"Até que não tenhamos nenhuma evidência certa, não podemos tirar nenhuma informação conclusiva", disse. Questionado por jornalistas, Balbi disse que não há evidências de que o submarino tenha sido atacado.

0 comentários:

Postar um comentário