30 de agosto de 2012

COLIGAÇÃO “UNIÃO E TRABALHO PELO PROGRESSO” PÚBICA NOTA DE DESAGRAVO EM FAVOR DO PE. AMAURILO

imagesCAU07ENNApós os insultos e perseguições contra o pároco de Jardim do Seridó, Pe. Amaurilo, a coligação “união e trabalho pelo progresso” publica para toda imprensa NOTA DE DESAGRAVO em favor do pároco da cidade, Pe. Amaurilo. Leiam com atenção:

NOTA DE DESAGRAVO

A Coligação que visa unir a população e trabalhar pelo progresso de Jardim do Seridó vem a público manifestar-se acerca dos recentes ataques desferidos contra o atual pároco da cidade, Pe. Amaurilo.

O vocacionado e sincero Pe. Amaurilo tem sido vítima de maldosos ataques nos últimos dias em razão de um adesivo exposto na janela de sua casa e que levou alguns blogs a crucificá-lo publicamente e tentar colocar a opinião pública contra o mesmo.

De início, vale lembrar que sacerdote, como cidadão brasileiro, também é obrigado a votar, motivo porque deve escolher umas das opções disponíveis, mas, no caso jardinense, o verdadeiro padre da paróquia não vota na cidade onde guia o rebanho católico.

Em vista dos ataques injustos, o honesto cumpridor das ordens eclesiásticas manifestou-se, como não poderia deixar de ser, dizendo o que todos em nossa cidade já sabem, que o atual prefeito, que se diz padre, dividiu e fomenta a discórdia entre o povo, descumpre ordens eclesiásticas, além de declarar que os cristãos jardinenses não eram conscientes, daí a causa de sua vitória nas eleições de 2008.

A isso, acrescentamos o fato de o padre prefeito humilhar e perseguir seus adversários, taxando-os de derrotados que teriam que engoli-lo, além de, caso não concordassem com seu mandato, fossem embora da “sua cidade”. E o pior, usa o santo nome de Deus em vão e desrespeita o primeiro mandamento divino ao usar músicas religiosas e imagens de santos em seus atos políticos, possivelmente visando o benefício próprio.

Ora, é oportuno lembrar o sábio que diz: o que nos preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons. Assim, não há como um sacerdote seriamente comprometido com seus deveres silenciar diante de tanta afronta às leis divinas, sobretudo, por alguém que tem o dever de ter comportamento diverso do que emprega em sua vida terrena, no caso o padre prefeito.

Dito isto, saliente-se que não há nem jamais haverá pároco em Jardim do Seridó que apoie as condutas do padre prefeito, a não ser que seja do seu quilate comportamental, razão pela qual Pe. Amaurilo merece o apoio de toda comunidade cristã, por defender os ensinamentos da Santa Madre Igreja.

2 comentários:

  1. Que Deus proteja Padre Amaurilo e que ele continue sempre evangelizando, mostrando a verdade e tentando conduzir seu rebanho para o caminho do bem, que Nossa Senhora da Conceição ilumine sempre ele.

    ResponderExcluir

JOVEM SERIDOENSE MORRE EM ACIDENTE DE CARRO INDO PARA FESTA EM CIDADE PARAIBANA

Uma colisão entre dois carros na noite do último sábado (22), entre Várzea a Santa Luzia tirou a vida da jovem caicoense Nathália Diniz Régi...