21 de agosto de 2018

LELEU FONTES QUER GARANTIR NA JUSTIÇA DIREITO DE SER CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL

No último dia 05 de agosto, durante convenção na capital do estado, o ex-vereador Leleu Fontes de Caicó, teve seu nome homologado para disputar uma vaga de deputado federal pelo PSD. Mas depois começaram a ocorrer reuniões secretas da legenda comandada pelo governador Robinson Faria. 




Posteriormente, o deputado estadual Ricardo Motta forçou a entrada pela porta da frente do PSB na coligação “Trabalho e Superação”, formada para apoiar a reeleição de Robinson. Fato que levou o governador a retirada de alguns nomes do PSD da chapa proporcional, como o ex-vereador Ricardo Gurgel, de Parnamirim, Júlio César, de Ceará-Mirim, e o próprio Leleu.  




Segundo o Direito Eleitoral, em conformidade com o entendimento de alguns especialistas, isso configura fraude. Então, constitui uma banca de advogados para analisar o caso e buscar o devido reparo”, disse Leleu.




A primeira medida foi o pedido individual de candidatura junto ao Tribunal Regional Eleitoral. Logo em seguida, será dada entrada no pedido de impugnação da coligação “Trabalho e Superação” e do deputado federal Rafael Motta (PSB) – filho de Ricardo Motta, o qual Leleu afirma ser o pivô central da celeuma. 


  

Ainda sobre essa questão, vários requerimentos pedem a busca e apreensão de documentos (livro de atas e outros). Do ponto de vista político, no momento Leleu se mantém candidato a deputado federal. E o processo eleitoral envolvendo a coligação “Trabalho e Superação” está judicializado aguardando o julgamento do TRE, mas podendo chegar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

0 comentários:

Postar um comentário