22 de março de 2022

METEORITO DE 26KG PASSOU QUASE 6 ANOS SERVINDO COMO ADORNO DE MESA NA PB

O primeiro meteorito encontrado na Paraíba, uma rocha de 26,93 kg e 29 cm de altura, passou quase seis anos servindo como enfeite de mesa na casa do joalheiro Edsom Oliveira, um dos irmãos que achou a pedra na cidade de Nova Olinda, no Sertão paraibano, em 2014. O meteorito, que foi batizado com o nome da cidade, foi oficialmente classificado no último sábado (19).

 

Edsom é irmão de João Jarba Oliveira da Silva e dono de uma fazenda na zona rural de Nova Olinda. Os dois trabalham com joias e, em novembro de 2014, aproveitaram a seca de um lago da região para procurar por ouro ou outras pedras preciosas utilizando um detector de metais.

 

Segundo o joalheiro, o detector só disparava quando era colocado próximo a uma pedra que estava cheia de barro. “Quanto mais a gente encostava o detector, mais apitava. Então resolvemos retirar a pedra e lavar para identificar. Era uma pedra totalmente brilhosa”, diz.

 

Os irmãos então levaram a pedra para a casa da fazenda de Edsom.

 

“Eu falei para meu irmão: ‘é muito bonito, mas não é ouro. Vamos colocar em cima da mesa e usar como enfeite’”.

 

Ao longo de quase seis anos, o objeto ficou exposto no local, sem levantar a desconfiança nem dos irmãos, nem de amigos e parentes, de que se tratava de uma rocha espacial.

 

“Algumas pessoas pegaram para ver, acharam que era chumbo, por ser pequeno e pesado, mas nunca imaginamos que era um meteorito”.

 

Fonte: G1/PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

APÓS QUASE 6 ANOS DE GOVERNO DO PT, IBGE MOSTRA QUE TAXA DE ANALFABETISMO NO RN É QUASE O DOBRO DA MÉDIA NO BRASIL

A taxa de analfabetismo no Rio Grande do Norte foi de 13,8%, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de...